terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Dosagem do chá de insulina

A leitora L.S. entrou em contato comigo e deixou o seguinte recado:

Descobri há um ano que tinha diabetes. Então comecei tomar o chá de insulina por conta própria e parei de usar a fómula. Agora estou com hipoglicemia, como saber a dose correta da planta pra controlar direitinho?

Pois é, esse foi o mesmo problema que enfrentei e descrevi aqui no blog. Como se trata de um chá a dosagem vai depender do número de folhas usado, do tamanho das folhas, do tempo que você deixou a planta de molho para fazer o chá.

O que eu aconselho é fazer testes, usando sempre o mesmo número de folhas para cada copo dágua. Coloque 6 folhas em um copo com água fervente, abafe tampando o copo por 3 minutos. Faça sempre dessa forma, tome o chá e depois durante o dia vá fazendo testes para ver como fica sua glicemia.

Enquanto você faz testes vá fazendo também ajustes, se cair muito tome só meio copo em vez de um, ou tome 1 copo meia hora antes de cada refeição (almoço e jantar).

É importante – se você for usar o chá de insulina para controlar o diabetes – fazer testes de glicemia durante o dia para ver como seu corpo se comporta e ir ajustando a dosagem. Não há como saber a dosagem correta sem esse controle e cada pessoa reage de uma forma, então esse controle tem que ser individualizado.

Zailda Coirano

Website    Loja Virtual    Web Rádio    Facebook    Twitter

2 comentários:

  1. Minha mãe tem diabete o medico este mes entrou com o medicamento de insulina ingetavel contei para um amigo e ele me disse desta planta eu nunca tinha ouvido falar uma mulher me arrumou algumas folhas mas tenho medo de fazer o chá para ela pois a diabete dela quando cai ela despenca e eu nunca me perdoaria

    ResponderExcluir
  2. A folha é seca ou verde

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre!

Se gostou do blog, recomende!

Comentários considerados ofensivos não serão publicados.




Diabetes mellitus é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue. A glicose é a principal fonte de energia do organismo porém, quando em excesso, pode trazer várias complicações à saúde como por exemplo o excesso de sono no estágio inicial, problemas de cansaço e problemas físicos-táticos em efetuar as tarefas desejadas. Quando não tratada adequadamente, podem ocorrem complicações como Ataque cardíaco, derrame cerebral, insuficiência renal, problemas na visão, amputação do pé e lesões de difícil cicatrização, dentre outras complicações. 



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Diabetes_mellitus